Bitcoin Halving e Ethereum 2.0 trazem grandes mudanças para os mineiros Crypto

Como a Bitcoin está reduzindo pela terceira metade, o lançamento do Ethereum 2.0 e a pandemia da COVID-19 estão afetando a indústria de mineração criptográfica.

Embora já tenham passado mais de dois meses desde que a redução pela metade aconteceu na rede Immediate Edge, a indústria de mineração criptográfica ainda está se recuperando do ritmo frenético dos eventos que se seguiram. A montanha-russa de taxas de haxixe deixou os preços do Bitcoin (BTC) e do Ether (ETH) em alta enquanto provocava sentimentos mistos entre os mineiros de criptografia.

A pandemia da COVID-19 também deixou sua marca na indústria, forçando dezenas de piscinas a desligar ou mudar seu foco de Bitcoin, com sua crescente dificuldade de mineração, para altcoins menos complicados que estão atrás do Big Daddy do cripto.

O lançamento iminente do Ethereum 2.0 está dando lugar a uma reflexão para todos os mineiros em seus esforços para manter a rentabilidade à luz dos desafios enfrentados pelo mercado de ferragens de mineração. Após a redução da metade do Bitcoin e o início da pandemia do coronavírus, os mineiros privados foram deixados em dificuldades, mas os grandes fabricantes também foram afetados. A próxima atualização do Ethereum agravará a situação dos produtores de dispositivos de mineração, ou será apenas mais um marco que será fácil de se adaptar?

Menos, mas ainda em funcionamento

A redução pela metade do Bitcoin resultou em uma limpeza séria no mercado de mineração, com pequenos mineiros perdendo todo o senso de remanescência, mas a quase extinção das fazendas privadas não foi seguida por uma redução significativa nas grandes piscinas.

Alejandro De La Torre, vice-presidente da piscina de mineração Poolin, declarou que 15% a 30% dos mineiros privados que produzem a taxa de haxixe da Bitcoin estão sob imensa pressão para se manterem a flutuar e estão fechando gradualmente. Uma queda de até 20% na taxa de haxixe também é esperada a curto prazo, com uma queda média diária de 6,5%.

No total, a taxa de haxixe se reduz pela metade, passando de 135 exaustões por segundo para 98 EH/s, ou seja, uma queda de 27%. Mas isso não afetou o interesse na moeda criptográfica, uma vez que as instituições entraram no mercado de derivativos, com as opções de Bitcoin abertas aumentando os juros em 1.200% em duas semanas.

O fator chinês no campo estatístico não pode ser ignorado – os pools chineses compõem até 65% de toda a taxa de hash da Bitcoin. A pandemia teve seu impacto sobre a indústria de mineração local, forçando mais de 40 instalações de produção a interromper as entregas. Os atrasos tiveram um grande efeito sobre todos os mineiros, pois as versões mais antigas das plataformas de mineração não puderam ser substituídas por equipamentos mais novos que poderiam ter aumentado a taxa de haxixe e compensado pela metade a redução da recompensa e o aumento das exigências de dificuldade.

A queda no preço da Bitcoin em maio de $10.500 para $8.100 levou ao fechamento de quase 2,3 milhões de sondas de mineração Antminer S9, o que se reflete claramente na queda nas taxas de haxixe da China, onde a maioria dos equipamentos antigos de mineração se tornaram não rentáveis e foram vendidos para sucata.

Nem tudo é ruim

Embora a rápida propagação da pandemia do coronavírus no início de 2020 tenha afetado as cadeias de abastecimento e interrompido as operações dos principais fabricantes de equipamentos de mineração, a interrupção não durou muito, pois as empresas na China e na Coréia do Sul – lar dos maiores fabricantes – retomaram rapidamente as entregas. Bitmain lançou entregas da Malásia de seus chips produzidos em Taiwan e na Coréia, enquanto Whatsminer apressou um novo modelo no mercado para compensar o tempo e os lucros perdidos.

Após retomar os negócios em fevereiro, Canaan, sediada em Hangzhou, também anunciou o lançamento do AvalonMiner 1066 Pro, seu último modelo de chip com um poder de computação de 55 terahashes por segundo.

Powerry, um operador de mineração de moedas criptográficas com 100 megawatts de capacidade, anunciou a expansão de suas capacidades ao fazer um pedido de US$ 20 milhões para novos equipamentos de mineração. O equipamento será fornecido por Bitmain e MicroBt, enquanto a energia agrícola será entregue ao software empresarial de mineração criptográfica HEXA da Genesis Mining.

Assim, é possível concluir que mesmo a expansão dos efeitos da pandemia no mundo não terá um impacto significativo sobre os fabricantes de software de mineração, que estarão sob pressão para entregar mais novas plataformas de mineração aos mineiros que procuram acompanhar as exigências da indústria.

O máximo que se pode esperar no caso de uma segunda onda da pandemia são atrasos na entrega e aumento dos preços dos equipamentos, dos quais os produtores só se beneficiariam.

A pandemia não afetou as operações das maiores fazendas de mineração chinesas, pois qualquer interrupção teria prejudicado a taxa de haxixe da rede Bitcoin. Mas mesmo o pior cenário de uma paralisação em toda a China provavelmente não resultará em sérias perdas, já que outros mineiros aproveitarão a oportunidade e manterão a taxa de haxixe estável.

Uma possível queda na taxa de hash das principais moedas devido ao fechamento de fazendas chinesas levaria a que o dinheiro digital se tornasse aproximadamente duas vezes mais fácil de extrair, e a rentabilidade da mineração dobraria.

E quanto ao éter e altcoins?

Por um lado, a volatilidade dos altcoins pode jogar nas mãos dos mineiros. Com o aumento do preço do Bitcoin, outros ativos digitais o rastreiam ainda mais rápido, melhorando assim significativamente a economia de sua produção.

Os especialistas acreditam que a Bitcoin continuará sendo a moeda criptográfica mais adequada para a mineração a longo prazo, apesar da redução pela metade, pois seu preço é mais estável do que o das altcoins, que podem desvalorizar acentuadamente. Aqueles ainda dispostos a permanecer no jogo da mineração podem optar por ativos mais seguros com alta liquidez e capitalização, tais como Litecoin (LTC) e Dash.

Rashit Makhat, co-fundador da Powerry, afirmou:

„Como resultado da redução pela metade do bloco Bitcoin que ocorreu em 11 de maio de 2020, a recompensa do bloco […] foi reduzida pela metade. A fim de se manterem à frente no mercado, os mineiros devem atualizar prontamente sua frota de equipamentos. As máquinas mais populares até 2020 – S9 deixaram de ser rentáveis para os mineiros de quase todas as regiões, incluindo regiões com baixos custos de energia, como a China“.

Migrando, estamos?

O preço da BTC parece ser de pouco consolo para muitos, já que a Valarhash – que opera algumas das maiores piscinas de mineração da China – decidiu mudar para a mineração altcoin.

Apesar do recente aumento de 33% na taxa de hash da Bitcoin, a Valarhash baixou sua contribuição para a rede de 4.000 para 200 petahashes por segundo em março. Os pools de mineração da empresa Bytepool e 1THash, que em um ponto representavam 9% da taxa total de hash Bitcoin, tiveram seu poder de processamento redirecionado para outras moedas.

A transição para altcoins pode exigir uma atualização significativa das fazendas de mineração. Os investimentos em equipamentos para mineração ETH e LTC têm períodos de retorno mais longos em comparação com os equipamentos de mineração BTC.

A mineração de ETH e LTC requer margens operacionais mais altas, e o equipamento é mais caro. Altcoins baseados em scrypt como o LTC não podem competir com o Bitcoin em termos de rentabilidade e retorno sobre o investimento. Como tal, a próxima transição do Ethereum para a prova de participação dificilmente dará início a uma revolução para a indústria.

Mineiros e fabricantes ainda em atividade

Apesar dos retrocessos técnicos gerados pela redução pela metade, é provável que a Bitcoin continue sendo a moeda criptográfica de escolha para a mineração nos próximos anos. A principal razão é a relativa estabilidade de seu preço em comparação com as altcoins, que são demasiado voláteis para serem confiáveis como ativos fixadores de lucro.

A longo prazo, os mineiros se tornarão menos dependentes de eventos como a metade. Com o desenvolvimento da infra-estrutura da moeda, a recompensa pelo processamento de transações na rede aumentará e, com o tempo, poderá exceder a recompensa por encontrar blocos.

Quanto aos fabricantes, eles continuarão a produzir equipamentos e a oferecer tanto preços atraentes quanto atualizações para se manterem à tona e se adaptarem às rápidas mudanças nas exigências de várias redes.

Dave Portnoy achète 200000 $ en Bitcoin – En tant que Crypto Noob total

Dave Portnoy a acheté 200000 $ en bitcoin et 50000 $ en maillon de chaîne dans une vidéo avec les jumeaux Winklevoss.

Portnoy a acheté la crypto alors qu’il ne comprenait presque rien sur Bitcoin Future.

La vidéo voit également le commerçant planifier son propre «DaveCoin» et accepter l’idée qu’Elon Musk va bientôt détruire l’or en le minant sur des astéroïdes

Dave Portnoy a acheté de la crypto dans une vidéo bizarre de «cours accéléré» avec les jumeaux Winklevoss. Publié sur Twitter, le clip montre le trader essayant – et échouant – de se familiariser avec les crypto-monnaies, avant d’acheter 250000 $ en bitcoin et en chainlink.

Le clip voit également Portnoy accepter la croyance des jumeaux Winklevoss selon laquelle Elon Musk fera chuter le prix de l’or dans un avenir pas trop lointain, en minant des milliards de dollars de métal sur divers astéroïdes.

La vidéo se termine par Portnoy décrivant de vagues plans pour sa propre crypto-monnaie «DaveCoin». Bien que discuté à moitié en plaisantant, il suggère de le construire sur Ethereum et de le pomper de manière agressive, avant de le jeter.

Dave Portnoy n’obtient pas de Bitcoin, mais l’achète quand même

Écrivant sur Twitter, Dave Portnoy a déclaré qu’il était désormais le «baron du Bitcoin». Pourquoi? Parce qu’il a passé environ huit minutes à parler de crypto avec les jumeaux Winklevoss, avant d’échanger 250000 $ contre du bitcoin et du chainlink.

La vidéo commence par Dave Portnoy rappelant aux téléspectateurs qu’il avait déjà pris une mauvaise vue de Bitcoin dans le passé . Il n’a apparemment jamais compris comment les bitcoins sont «extraits», entre autres.

Je ne comprends toujours pas. Les gens disent que vous pouvez «miner» pour cela, je ne comprends pas ce que cela signifie.

Portnoy pose ensuite une variété de questions idiotes basées sur sa compréhension confuse de Bitcoin.

Donnez-moi le contexte de Bitcoin. Satachi est [sic] le gars qui, comme, en qui je n’ai pas confiance, c’est un homme mythique qui a inventé ça?

Les jumeaux Winklevoss tentent d’expliquer le plus simplement possible Bitcoin et crypto à Portnoy. Mais la vidéo montre que Portnoy est toujours accro au terme «exploitation minière».

D’accord, je comprends, vous avez un nombre défini de bitcoins. De quoi parlent les gens lorsqu’ils exploitent Internet. Pour moi, ça fait comme, non… Comme, qu’est-ce que ça veut dire? Comment pouvez-vous exploiter Internet pour des bitcoins?

Bien qu’il ne comprenne vraiment rien, Portnoy dépose néanmoins 250000 $ en crypto. 200000 $ de cette somme sont dépensés en bitcoin, tandis que les 50000 $ restants sont destinés à chainlink.

Top Analyst avverte Crypto ‚Missione Luna‘ in attesa, rivela gli obiettivi per Bitcoin, Ethereum e XRP

Un analista e trader di alto livello ritiene che una „missione lunare“ criptata sia in attesa a breve termine.

In una nuova sessione di strategia condivisa

In una nuova sessione di strategia condivisa con i suoi 62.000 follower su Twitter, Credible Crypto afferma che Bitcoin Era sta sperimentando una sana correzione dopo aver postato un high di 52 settimane di 12.045 dollari. Una volta effettuata la correzione, si aspetta una rapida ascesa a 14.000 dollari o più.

„Quello che stiamo guardando ora è o un bemolle espanso o un bemolle in corsa. Nel caso di un appartamento espanso, potremmo spingere un po‘ più in alto, completare quella divergenza [ribassista] nel quotidiano, e poi tornare giù per ritestare la regione di 10.400 dollari. Nel caso di un appartamento in piano, si sale, e poi si ottiene un ritracciamento, ma non si scende sotto i 10.600 dollari e poi si continua semplicemente a salire di 14.000 dollari“.

Nelle ultime 24 ore, il re della crittografia è precipitato a 11.249 dollari. Ora è scambiato a 11.748 dollari secondo CoinMarketCap.

Nel frattempo, Credible Crypto dice che un viaggio nella regione dei bassi 300 dollari per l’Ethereum (ETH) offre un’eccellente opportunità per acquistare il calo. La moneta ha già raggiunto il suo primo obiettivo di 370 dollari.

Credible Crypto è ottimista sul fatto

Per quanto riguarda l’XRP, Credible Crypto è ottimista sul fatto che la pedina nativa di Ripple continuerà a salire. Egli prevede che la terza più grande moneta crittografica salirà nei prossimi due mesi.

„Semplicemente non si tratta di fondamentali in questo momento, i primi giorni ancora. Il prezzo è ancora principalmente guidato dagli speculatori. Non dimentichiamo che l’XRP è stato uno dei migliori performer come due settimane fa. 40+% in una settimana. Ora ci stiamo preparando per la prossima tappa“.

Credible Crypto dice che la pedina nativa di Ripple può potenzialmente aumentare di oltre il 30% rispetto al suo prezzo attuale di 0,28 dollari.

„L’XRP si sta preparando per 0,35$ a 0,37$“.

A luglio, prima che Bitcoin, Ethereum e XRP esplodessero, Credible Crypto ha previsto che il più ampio mercato dei crittografi vivrà un rally rialzista.

„Nei prossimi mesi, avremo modo di sperimentare uno di quei rari periodi di tempo in cui sia il bitcoin che gli alts pompano insieme… e sarà bellissimo #bitcoin #alts #alts #moonmission“.

Forex Market: Sterling Reaches 5 Month High of $1.32

The environment for the British currency in the Bitcoin Up market has been more complicated than beneficial. However, after a negative performance, the Pound is now at a 5-month high, recovering.

Things have not been easy for the British currency for some time now. Unlike other countries, the UK has had to deal with complicated economic problems, even long before the pandemic.

Thus, the economic effect of the Coronavirus hit the British country hardest, deepening its economic recession that began after Brexit.

However, new news seems to give positive airs to the recovery of the British country, and the British Pound, as a currency of confidence.

Dollar Remains Weak Awaiting Employment Data

The British Pound reaches its peak
The British Pound rose to a five-month high against the Dollar and headed for $1.32.

This follows a less pessimistic statement by the Bank of England, referring to the recovery in the British economy battered by the Coronavirus, reports Reuters.

However, despite this good news that the British Pound is reaching a high. The central bank said that the British economy would not recover to its size by the end of 2019 until the end of next year.

This is a later estimate than their previous estimate of a recovery by the second half of 2021. But at least its projections for 2020 were less bleak than in May.

„Overall, the Bank of England’s economic outlook is relatively less moderate than expected. The absence of a strong signal in favour of negative rates opens the door to further gains for the pound in the short term,“ MUFG analysts told customers.

Dollar Continues to Freefall

The British Pound achieves a maximum of 5 months. It has risen by 8% against the US dollar since July. And short positions in the Brexit hit currency declined as traders shifted their negative outlook to the dollar.

They have finally reversed almost all of their losses against the dollar after a March and April settlement that was fueled by the pandemic.